Confea/Crea e Mútua

Sociedade

Profissionais

Estudantes

Imprensa





  • Editais de licitação
  • Biblioteca e arquivo
  • Engenharia Civil

    Foram 115 trabalhos aprovados no Contecc na área de Engenharia Civil. Confira abaixo:

     

    1. A EVOLUÇÃO DA SUSTENTABILIDADE NA PRÁTICA DA REMOÇÃO DE BORRACHA ACUMULADA EM PISTAS DE POUSO E DECOLAGEM
    2. A MAGNITUDE DA ANÁLISE TÉRMICA DIFERENCIAL APLICADA EM UMA
    3. ABORDAGENS SOBRE DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS RODOVIÁRIOS UMA VISÃO PRÉVIA DO PROFISSIONAL BRASILEIRO
    4. ALGORITMO PARA O CÁLCULO DO MOMENTO FLETOR MÁXIMO DE
    5. ANALISE DO SOLO NO LIXÃO E ÁREAS CIRCUNVIZINHAS NO MUNICÍPIO DE CARAÚBAS –RN.
    6. Analise do solo no lixão e áreas circunvizinhas no
    7. ANÁLISE COMPARATIVA TÉCNICO-ECONÔMICA ENTRE EMPREENDIMENTOS COM CARACTERÍSTICAS SUSTENTÁVEIS E CONVENCIONAIS
    8. ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DE POLÍMEROS À BASE DE ÉTERES
    9. ANÁLISE DAS CONDIÇÕES DE ACESSIBILIDADE DE UMA AGÊNCIA BANCÁRIA DO INTERIOR DO MARANHÃO
    10. ANÁLISE DAS PROPRIEDADES FÍSICAS DE PLACAS DE GESSO COM ADIÇÃO DE SACOS DE PAPEL
    11. ANÁLISE DE ESTABILIDADE MARSHALL EM MISTURAS ASFÁLTICAS COM ADIÇÃO DE RESÍDUO OLEOSO DA INDÚSTRIA PETROLÍFERA
    12. ANÁLISE DO CUSTO DA CONSTRUÇÃO DE APARTAMENTOS DE ALTO
    13. ANÁLISE DO CUSTO DE IMPLANTAÇÃO DE PARÂMETROS SUSTENTÁVEIS
    14. ANÁLISE DO DEFEITO SEÇÃO TRANSVERSAL INADEQUADA EM UMA RODOVIA VICINAL PELO MÉTODO GRAVEL PASER MANUAL
    15. ANÁLISE DO DESEMPENHO TÉRMICO DE EDIFICAÇÕES DE STEEL FRAME E ALVENARIA ESTRUTURAL EM MANAUS-AM
    16. ANÁLISE DO LIMITE DE LIQUIDEZ DOS SOLOS DE MOSSORÓ-RN PARA FINS DA ENGENHARIA CIVIL
    17. ANÁLISE DO POTENCIAL FITOTÓXICO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DA CIDADE DE CAMPINA GRANDE–PB
    18. ANÁLISE DO RUÍDO E DO CALOR EM CANTEIROS DE OBRAS
    19. ANÁLISE DO TEOR DE UMIDADE DOS SOLOS PARA CONSTRUÇÃO CIVIL NA CIDADE DE MOSSORÓ-RN
    20. ANÁLISE E DIMENSIONAMENTO COM VIDRO ESTRUTURAL
    21. ANÁLISE ESCLEROMÉTRICA DE ELEMENTOS DE CONCRETO ARMADO
    22. ANÁLISE ESTRUTURAL DE VIGAS DE CONCRETO ARMADO COM ABERTURAS NA DIREÇÃO DE SUA LARGURA
    23. ANÁLISE ESTRUTURAL DO SUPORTE HARNESS DA ADUTORA DE ITALUIS NA CIDADE DE SÃO LUÍS MARANHÃO
    24. ANÁLISE NÃO LINEAR DE VIGAS PAREDE UTILIZANDO MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS
    25. ANÁLISE PRELIMINAR DA PRODUÇÃO DE PLACAS PRÉ-MOLDADAS COM FIBRA DE COCO
    26. ANÁLISE TARIFÁRIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ – CAMPUS PETRÔNIO PORTELA
    27. ANÁLISE TEÓRICA DA CARGA MÁXIMA EM COLUNAS SUBMETIDAS À FLEXO-COMPRESSÃO NORMAL
    28. APANHADO DA SITUAÇÃO ATUAL DA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NO MUNICÍPIO DE TENENTE ANANIASRN
    29. APLICABILIDADE DA RADIAÇÃO SOLAR NO TRATAMENTO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS DO CURIMATAÚ ORIENTAL PARAÍBANO
    30. APLICAÇÃO DO ÍNDICE DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL EM FORTALEZA – CEARÁ ESTUDO DE CASO
    31. APROVEITAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAIS EM RESIDÊNCIA UNIFAMILIAR NA CIDADE DE SÃO LUÍS-MA
    32. AQUISIÇÃO DE EQUAÇÃO PARA MELHOR GERENCIAMENTO DAS ESTRADAS ATRAVÉS DA HIERARQUIA DE DEFEITOS
    33. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELAS FAMÍLIAS NO EXTRATIVISMO DO AÇAÍ (Euterpe oleracea Mart.) EM PONTA DE PEDRAS-PA
    34. AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DECLARADA PELOS MOTORISTAS DO
    35. AVALIAÇÃO DA RESISTIVIDADE ELÉTRICA EM CONCRETOS COM RESÍDUO DE CERÂMICA VERMELHA pdf (2)
    36. AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UMA ETA CONVENCIONAL, ESTUDO DE CASO NA ETA BOLONHA, BELÉM, PARÁ
    37. BLOCOS DE PAVIMENTAÇÃO URBANA PROVENIENTES DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL
    38. CARACTERIZAÇÃO DA EXTRAÇÃO DA ARGILA EM CAXIAS-MA
    39. CARACTERIZAÇÃO DE FONTES DE ABASTECIMENTO POR ÁGUAS
    40. CARACTERIZAÇÃO DE MATERIAIS REGIONAIS DE MANAUS PARA
    41. CARACTERIZAÇÃO DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAS COM POTENCIAL APLICABILIDADE EM TERMELÉTRICAS
    42. CARACTERIZAÇÃO DOS SOLOS DAS VIAS INTERNAS DA UFERSA- CAMPUS ANGICOS
    43. CASA CONCEITO PROPOSTA DE UMA RESIDÊNCIA ENFATIZADA EM SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS
    44. CASA POPULAR EFICIENTE DESEMPENHO TÉRMICO DURANTE O INVERNO
    45. CASA POPULAR EFICIENTE ESTRATÉGIAS BIOCLIMÁTICAS PARA O PERÍODO DE INVERNO
    46. COMPARATIVO DO COMPORTAMENTO MECÂNICO EM CONCRETO COM
    47. COMPARAÇÃO DA EFICIÊNCIA DE FILTRAGEM DE UM FILTRO ARTESANAL DE AREIA COM UM DE DISCO
    48. COMPORTAMENTO DAS OBRAS EM SÃO MIGUELRN ANÁLISE QUALITATIVA DA SEGURANÇA LABORAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL
    49. CONSTRUÇÃO DE UMA MINI CISTERNA DE BAIXO CUSTO PARA CAPTAÇÃO DE ÁGUA DA CHUVA PARA FINS NÃO POTÁVEIS
    50. CONSTRUÇÃO E ESTUDO PARA IMPLANTAÇÃO DE RESERVATÓRIO
    51. CONTRIBUIÇÃO DA ENGENHARIA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL RESÍDUOS SÓLIDOS GERADOS NA CONSTRUÇÃO CIV
    52. CONTROLE TECNOLÓGICO DO CONCRETO FALHO CONSEQUÊNCIAS DA NÃO OBSERVÂNCIA ÀS RECOMENDAÇÕES DA ABNT NBR 57382015 (2)
    53. DESENVOVIMENTO DE CONCRETO COLORIDO DE ALTA RESISTÊNCIA POR
    54. DETERMINAÇÃO DO TOG NA ÁGUA DO RIO APODI-MOSSORÓ E SUA CORRELAÇÃO COM FATORES ANTROPOGÊNICOS
    55. DIAGNÓSTICO AMBIENTAL DOS ÓLEOS LUBRIFICANTES AUTOMOTIVOS
    56. DIAGNÓSTICO DO ABASTECIEMENTO DE ÁGUA EM CAXIAS - MA A PARTIR
    57. DIMENSIONAMENTO DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DE PEQUENOS
    58. DIRETRIZ PARA CÁLCULOS DO ITEM ADMINISTRAÇÃO LOCAL NO CUSTO DA OBRA rev 1
    59. DISCUSSÃO SOBRE O APROVEITAMENTO DA ÁGUA DE CHUVA E A
    60. ELABORAÇÃO E DIVULGAÇÃO DE MAPAS VISUAIS PARA A REPRESENTAÇÃO DO PLANO DE ATAQUE EM UM EMPREENDIMENTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL
    61. ENGENHARIA DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS NO BRASIL
    62. ESTADO DA ARTE DO ESTUDO DO ATAQUE POR SULFATOS EM CONCRETOS – AVALIAÇÃO DE ENSAIOS ACELERADOS VERSUS ENSAIOS DE CAMPO
    63. ESTIMATIVA TEÓRICA DA PRODUÇÃO DE BIOGÁS DO ATERRO CONTROLADO DE QUIXADÁ - CE
    64. ESTUDO DA COMPACTAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DA CIDADE DE CAMPINA GRANDE - PB
    65. ESTUDO DA INFLUÊNCIA DO TELHADO DE VERDE, COMO MATERIAL EMPREGADO EM CONSTRUÇÃO, SOBRE A TEMPERATURA
    66. ESTUDO DA VIABILIDADE DO APROVEITAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAS NO IFRN CAMPUS NATAL-CENTRAL
    67. ESTUDO DE CASO - OBRA DE RECUPERAÇÃO ESTRUTURAL
    68. ESTUDO DO PERFIL DE CATADORES DA ASSOCIAÇÃO DE PACATUBA COMO FERRAMENTA PARA IMPLANTAR A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
    69. ESTUDO DO SOBRE O USO DE DISPOSITIVOS VISUAIS NO PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO DE OBRAS EM UM EMPREENDIMENTO HABITACIONAL
    70. ESTUDO DO TEOR DE ADITIVO SUPERPLASTIFICANTE EM ARGAMASSAS
    71. ESTUDOS DOS EFEITOS NA RESISTÊNCIA DO CONCRETO PELA CURA
    72. ESTUDOS SOBRE ANÁLISE DO CICLO DE VIDA E SUA APLICAÇÃO PARA
    73. ETAPAS DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE COPROCESSAMENTO DE
    74. EXECUÇÃO DE ESTRUTURAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL
    75. HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL ANÁLISE DOS FUNGOS CAUSADORES
    76. IDENTIFICAÇÃO DA RAZÃO PARA O USO DA ESTRUTURA METÁLICA
    77. IDENTIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL NO MUNICÍPIO DE CAXIAS MARANHÃO
    78. IMPLANTAÇÃO DO TELHADO VERDE NO PROJETO E EXECUÇÃO DO
    79. INCREMENTO DE ESFORÇOS GERADOS EM BLOCOS DE COROAMENTO DEVIDO A ESTACAS EXCÊNTRICAS
    80. INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE DE AFLUENTES DA BACIA DO RIO ITAPECURU DO MUNICÍPIO DE CAXIAS, MARANHÃO
    81. INFLUÊNCIA DO ADITIVO INCORPORADOR DE AR NAS PROPRIEDADES DAS
    82. INTEGRAÇÃO DE INFRAESTRUTURA – VALA TÉCNICA PARA REDES
    83. INTERRELAÇÕES ENTRE MATÉRIA ORGÂNICA, PH, TEOR DE ÁGUA EM SOLO DE COBERTURA DE ATERRO EXPERIMENTAL
    84. MAPEAMENTO DOS RESERVATÓRIOS EXISTENTES NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO NEGRO-RS
    85. MECANISMOS DE COLAPSO EM ESTRUTURAS DE ALVENARIA SUJEITAS À SISMOS ANÁLISE DOS MULTIPLICADORES DE COLAPSO
    86. MODELO COMPUTACIONAL PARA GESTÃO HÍDRICA DE RIOS EM BACIAS
    87. MÉTODO MECANICISTA DE DIMENSIONAMENTO APLICADO A PAVIMENTO SEMIRRÍGIDO Estudo de caso na rodovia MA-140.
    88. O APROVEITAMENTO DA ÁGUA DA CHUVA PARA IRRIGAÇÃO DE JARDINS, LAVAGEM DE PISOS E CARROS
    89. O PROJETO DE EXTENSÃO “BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO NEGRO-RS CONHECER PARA GERENCIAR” ATIVIDADES DESENVOLVIDAS E PERSPECTIVAS FUTURAS
    90. O USO DO TELHADO VERDE COMO ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL AO SEMIÁRIDO BRASILEIRO
    91. PLANO DE INSPEÇÃO PARA SERVIÇO DE ALVENARIA – ESTUDO DE CASO CONJUNTO JULIETA BUENO, CASCAVEL-PR
    92. PROJETO DE UM SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA CONDENSADA
    93. PROPOSTAS SUSTENTÁVEIS PARA CONSTRUÇÃO E ADAPTAÇÃO DO
    94. RACIONALIZAÇÃO NO CANTEIRO DE OBRAS REVISÃO DE SUAS NECESSIDADES
    95. RELATO DE CONCEPÇÃO ESTRUTURAL SOLUÇÃO PARA PROLONGAMENTO DA AVENIDA FERROVIÁRIA, TRECHO SOB A BR-343, TERESINA-PI
    96. SIMULAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS CONSTRUTIVAS PARA PROMOÇÃO DE DESEMPENHO TÉRMICO EM EDIFICAÇÃO NA ZONA BIOCLIMÁTICA 07
    97. SOLUÇÕES SANITÁRIAS UNIDOMICILIARES APROPRIADAS
    98. TECNOLOGIA DO CONCRETO CONTENDO POLÍMEROS
    99. TECNOLOGIAS LIMPAS APLICADAS AO SETOR TERCIÁRIO ESTUDO DE CASO OFICINA MECÂNICA 
    100. TOYOLEX EM NATALRN
    101. UM MODELO DE DEFINIÇÃO DA BACIA DE CAPTAÇÃO PARA UNIDADES DE RECEBIMENTO DE PEQUENOS VOLUMES
    102. UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL PARA AUXILIAR NA ESTIMATIVA DO ESCOAMENTO SUPERFICIAL DIRETO EM BACIAS HIDROGRÁFICAS
    103. USO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS NA CONSTRUÇÃO DE RESERVATÓRIO DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA (RAAC)
    104. USO DO EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL NAS PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS EM ALAGOINHAS - BAHIA
    105. UTILIZAÇÃO DA ANÁLISE DO PROCESSO HIERÁRQUICO PARA GERIR E MELHORAR A QUALIDADE DAS ESTRADAS
    106. UTILIZAÇÃO DE AGREGADOS DO RESIDUOS DA CONSTRUÇÃO E
    107. UTILIZAÇÃO DE PARÂMETROS GEOTECNICOS PARA ESTABILIZAR SOLOS COM ALCATRÃO DE EUCALIPTO PARA FINS RODOVIÁRIOS
    108. UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO (RCD) COMO AGREGADOS NA PRODUÇÃO DE CONCRETOS
    109. UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL COMO AGREGADO GRAÚDO NA CONFECÇÃO DE CONCRETO
    110. UTILIZAÇÃO DO RESÍDUO DE GRANITO COMO SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DO CIMENTO NA PRODUÇÃO DE CONCRETO
    111. VALORIZAÇÃO DAS APARAS GERADAS NO CORTE DE LENTES OFTÁLMICAS
    112. VARIAÇÃO ESPACIAL DO ITGU EM INSTALAÇÃO DE FRANGOS DE CORTE EM REGIÃO DE CLIMA QUENTE
    113. VERIFICAÇÃO DA CORRELAÇÃO ENTRE OS PARÂMETROS DE ADERÊNCIA NAS PISTAS DE POUSOS E DECOLAGENS DOS AEROPORTOS DE FORTALEZACE, JUAZEIRO DO NORTECE E PETROLINAPE
    114. VIABILIDADE DA PRODUÇÃO DE CONCRETO COM AREIA DE PET E
    115. ÂNGULO DE ATRITO EQUIVALENTE DO SOLO E ELEMENTOS DE FUNDAÇÃO EM CONCRETO, AÇO E MADEIRA
    116. ÍNDICE DO ESCOAMENTO DE BASE EM DIFERENTES ESCALAS TEMPORAIS



    SEPN 508 - Bloco A,
    Ed. Confea - Engenheiro Francisco Saturnino de Brito Filho
    CEP: 70.740-541 - Brasília, DF
    Telefone Geral: (61) 2105-3700

    Quem é quem | Politica de privacidade | Todos os direitos reservados